Come what may…

Existe uma beleza nessa solidão voluntária. Existe beleza em tudo que ela me traz; autoconhecimento, discernimento, textos, livros, filmes, passado virando passado. Existe um "que" de egoísmo. Não daqueles desmedidos, mas daquele necessário. Daquele que a gente só enxerga em tempos assim. Daquele que faz crescer um amor que muitas vezes é deixado de lado. A [...]

Anúncios

Se o amor não fosse brega, Roberto Carlos não venderia discos

Nunca sabemos ao certo quando um amor acaba, apesar de vez ou outra termos a convicção plena de que tudo é passado. Mas então, a vida - como sempre - pode te surpreender e não da melhor maneira. E tudo que te faz companhia a partir daí são as recordações e uma solidão interna que [...]

Para o amor perdido

Fiquei triste. Num momento você estava aqui e – assim como uma samambaia que deixa de ser regada, murcha e morre – demorei para perceber que há tempos você já não estava mais.Para onde foi tudo aquilo? Que começou tão alegre, descontraído e livre? Para onde foi aquilo que tinha tão seguro, tão apaixonante? Tão [...]

Quando passa a ser sério

    Mais um dia como dona-de-casa e mais um filme na Tv. Mas não é qualquer filme, é o meu favorito: "O Casamento do Meu Melhor Amigo"; e não pude deixar de extrair algo importante. Em determinado ponto, a personagem da Julia Roberts (Julianne) e do Dermot Mulroney (Michael) estão em um barco-restaurante e [...]

O que a luz negra não revela

São depois dessas noitadas de sentimentos efêmeros, pessoas fúteis e tristeza mascarada em sorrisos para fotos de sites, que se pode vislumbrar algumas coisas perdidas mais no tempo do que no espaço. Mesmo que seus amigos estejam lá, você está na companhia deles - talvez, impelido pelo sentimento ilusório e hipócrita de que dias melhores [...]