A importância do casamento

Não adianta revirar os olhos e soltar um suspiro alto, ainda mais se você for mulher… guarde a ceninha de descaso quando estiver sentada em uma mesa com outras colegas que dizem lutar pela liberdade feminina! Não que eu seja contra as mulheres que desejam ser “livres”, apenas cheguei a uma conclusão que me tomou anos de pensamentos e que não teria concluído se não tivesse casado!

TODA MULHER QUER CASAR, SONHA COM ISSO!

E se diz ao contrário, está mentindo! Na verdade, tenta se convencer que juntar as escovas de dentes basta; que se dedicar à carreira a satisfaz; que tem medo de que “casando” o relacionamento vá para o beleléu… Desculpa atrás de desculpa para não se sentir “fracassada”. Hoje em dia isso ainda não deveria acontecer, mas as mulheres solteiras se sentem como se não tivessem atingindo um status, completado uma fase e isso é desnecessário. Não falo isso porque me casei (no papel, de fato, embora já me considere casada há 3 anos), mas perto da casa dos 30, com amigas nessa faixa etária e mais atenta ao tema, tenho percebido a importância que é dada à cerimônia!

É a festa, o vestido, os detalhes, a lua de mel… as mulheres desejam uma FESTA de casamento, poucas estão prontas para enfrentar o matrimônio, com suas crises, com seus altos e baixos, com brigas, com todas as alegrias, com a experiência única. E por isso critico! Critico as pessoas que querem a aparência, que não se importam em construir algo, mas apenas vender a imagem em seus perfis sociais de que são plenamente felizes quando a solidão é ainda maior quando o ato de se comprometer com o outro é uma promessa em vão.

Em menor ou maior grau ninguém quer ficar sozinho e relações exigem de todos os lados, o tempo todo… E por isso é complicado encará-las; mais simples pular de cama em cama, trocando nomes por carinhos vazios. Já fui assim, sei bem do que estou falando! Mas quero falar do outro lado…

É apenas um sim dito a um juiz de paz ou um padre, mas um “sim” que implica n coisas e lhe traz tantas outras… Tão maiores e tão mais alegres! A vida não é perfeita, o que dirá quando você ainda tem que se adaptar aos defeitos e qualidades de outra pessoa? Convivência é isso. Vai além dos preparativos, de fotos sorridentes, mas que apesar dos pesares continua valendo a pena no fim do dia. E aí reside a importância do casamento: ter alguém para abraçar, beijar, se aninhar; te fazer crescer, te fazer melhor, compartilhar. Alguém que te escute e fale, que ria e chore, que dê amor e bronca… não é possível embarcar nessa jornada se você não estiver ao lado do seu melhor amigo.  Não porque cada um não poderá ir para sua própria casa, dado que se divide o mesmo teto, mas porque ninguém mais tem 15 anos e precisa aprender a enfrentar situações… seja elas quais forem!

O casamento é importante porque fortalece o vínculo, aflora o melhor de cada um, constrói algo forte… não colocarei os poréns, quem chegou até aqui é porque tem, ao menos, intenção de fazer direito. E direito não significa sem traição, mas com lealdade, companheirismo, amizade e, acima de tudo, respeito! IMPOSSÍVEL? De maneira alguma! Essa é a justificativa daquela mesa de amigas que já sofreram alguma, ou várias, desilusão amorosa, que pulam de lençol em lençol sem nenhum critério, que não se valorizam e que de quinta a domingo enchem a cara ao lado de outras mulheres enfiadas em roupas minúsculas caçando um homem que esteja disponível. Vale a pena ressaltar que homem não vai levar a sério alguém que não se leva?

Eu dou muito valor ao que eu construí e conquistei. E, obviamente, resolvi fazer uma festa para comemorar. Afinal festa faz parte sim, mas não é a estrela. Quem brilha mesmo é a família que você constrói! Para quem me perguntou, algumas fotos do dia… um brinde aos noivos!


E que por muitos anos, no final das contas, seja sempre feliz… e que seja doce!

Anúncios

18 comentários sobre “A importância do casamento

  1. Adorei o post, super temático pra mim né? rs. Depois de um ano de casada, posso dizer que realizei um sonho, mas realizo mais todos os dias ;)!

    E faço das suas minhas palavras..

    Beijos!

  2. Mi, adorei o post!
    Lendo esse texto consigo enxergar o bem que o casamento pode trazer independente das “barras” que duas pessoas passam JUNTAS.

    Conheço bastante gente casada, e sempre que falo sobre minha vontade, acabo me decepcionando, ouvindo coisas horríveis a respeito.
    Eu sempre mantive a opinião de que tudo depende do casal e do tipo de relacionamento. NADA é igual. Namoros, casamentos, ficadas, amizades… tudo depende da forma como as pessoas envolvidas encaram a realidade de ter decidido levar uma vida juntos.

    Tudo que se passa junto é uma forma de aprendizado e amadurecimento. E quando uma pessoa decide o que quer, precisa saber que renúncias acontecerão, mas muitas conquistas virão no lugar, e melhor do que isso: será uma conquista compartilhada com a pessoa que você ESCOLHEU pra dividir a vida!

    Enfim independente dessa “distância”, estou muito feliz por você e espero que sua alegria de viver se mantenha sempre! Porque basta querermos!

  3. O post está muito bom. Gostei da frontalidade e da sinceridade do mesmo…

    Parabéns 😉

  4. Concordo. Passei 24 anos da minha vida acreditando que eu não ia casar, que isso não era para mim e blá blá blá
    Até que apareceu alguém super diferente que me levou a desejar o pacote completo.
    Parabéns para você. Muitas felicidades.

  5. Parabéns! E que sejam longos anos de felicidade e doçura!
    Li seu post num momento que ando meio tristes com os baixos que se tem quando se mora junto… e me fez repensar um pouco.
    Obrigada, de coração.

  6. Morar junto não deixa de ser uma espécie de casamento; viver a dois é cheio de altos e baixos, cheio.
    MAs é tão gostoso, tão gostoso que MUITA coisa faz valer a pena!
    Fico feliz de ter ajudado!
    =)
    beijos

  7. Adorei o poste!
    Estou até pensando em mandar esta pagina para o meu namorado…
    Eu n queria ter q convence-lo de se casar cmg, mas queria q ele entendesse a importância q o casamento tem p mim hj. Sim, hj, pq até começarmos a namorar, eu n ligava mto pra isso, namorei um antes dele por 4 anos e casamento nunca foi algo super comentando e nem era proposito, eu pensava no tal como um ritual, algo q eu achava q um dia iria acontecer e ponto. Hj, eu sinto essa vontade, acho q td engloba um motivo, são vários os motivos q me leva a esse desejo, essa vontade, esse tão prematuro sonho.
    Gostaria muito de manter um contato com vc, gostei mto do escreveu e talvez vc me entenda, vc parece bem experiente, eu tenho 26 anos, mas me acho bem imatura em relação a mtas coisas, mais no quesito casamento.
    Me ajuda ^^

  8. Oi Camila!!!

    Eu passei por algo parecido até casar: meu ex marido não entendi importância que tinha para mim… até que ele entendeu a importância. Mas para chegarmos aí teve muita conversa, brigas… e mesmo assim, ele fez uma baita surpresa!
    Hoje acredito que não devemos forçar uma situação, mas sim conversar sobre. E escolher quias “batalhas” lutar: casamento é assim FUNDAMENTAL para você ou dá pra esperar mais? É melhor estar com seu namorado em paz ou ficar brigando por causa de algo?
    Eu fui MUITO feliz casando, com a festa e assinando o sobrenome dele – mas a verdade é que eu já estava casada de qq forma e o papel assinado deu tanto peso pra ele que o casamento em si nem durou tanto.

    Eu posso te ajudar – como vc pediu em outro comentário – mas é só vc mesmo que terá as respostas!
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s