Aniversário de namoro!

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee… quem é que não espera essa data para comemorar e fazer algo especial? E poucos hão de lembrar que para chegar até a sonhada data é preciso mais que celebração.

E que também só amor não basta. É preciso cumplicidade, superação, afinação, cumplicidade, coragem, amizade, respeito, confiança, credibilidade, apoio, suporte, tesão. É preciso entender que nem tudo será sempre flores, que às vezes terão fases difíceis, dias insuportáveis e situações quase insuperáveis. Que vocês precisarão enfrentar obstáculos – reconhecendo no companheiro, muitas vezes, um deles – que precisarão se entender, que precisarão compreender um ao outro.

E assim, só assim, vocês celebrarão!

Eu não consigo por em palavras tudo que sinto, tudo que vivo a cada dia ao SEU lado. Precisamos enfrentar muito… e “os outros” foram relativamente fáceis de lidar. Só nós sabemos o que passamos, o que fazemos, como vivemos. E se depois de tudo ainda estamos aqui, eu não vejo mais como deixar de ser. Minha vida não faz o menor sentido sem VOCÊ ao meu lado. Pois há um bom tempo, sempre foi VOCÊ… e mais ninguém!

Me é difícil falar tudo, mesmo que eu fale todo dia, mesmo que fale a todo instante; não cabe em caracteres, posts ou palavras. Tampouco consigo resumir… VOCÊ é quem mais somou na minha vida, de todas as maneiras que alguém pode somar!

Se é preciso deixar mais claro que isso, só consegui pensar nessa canção:

Anúncios

Taggeada – para saber mais sobre mim!

Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Eu ADORO esses tipos de brincadeira, bem da época dos fotologs… Essa eu achei xeretando nos blogs de moda por aí,  elzei lá do blog da Mônica (aliás, adorei o amigo secreto que você organizou! Parabéns!!!)

Então, se você vem sempre no meu blog e ainda não sabe o suficiente sobre mim (tem como? Hahahaha), agora vai!

As regras pra participar da brincadeira:

Regras:
1- Você coloca a foto de tagged no post.
2- Falar 10 ou mais coisas sobre você (qualquer coisa), 5 ou mais manias (esquisitices) suas, 5 ou mais coisas que te irritam, 5 ou mais coisas que você adora, 5 coisas que ninguém sabe sobre você; seu maior sonho; seu maior medo; as coisas mais importantes na vida para você. OBVIAMENTE, você não precisa escrever tudo; pode omitir algumas perguntas ou não responder. E depois passa a brincadeira pra outras 5 blogueiras.

1) 10 coisas sobre mim:

  1. Sou mãe da menina mais figura que já conheci
  2. Eu AMO casamentos, choro em todos – mesmo que não seja amiga dos noivos #loka
  3. Amo ler blogs de moda e aprender makes e penteados. Fico reproduzindo tudo em casa!
  4. Um dos meus grandes sonhos é conhecer a Disney… e depois levar a Manuzinha lá!
  5. Eu fico MUITO mal, triste, deprimida, quando engordo
  6. Por mais que tenha lutado para nunca virar dona de casa, tenho gostado de ser um pouco mais Amélia
  7. Sou viciada em tiaras, especialmente as da Ju Padilha!
  8. Tenho loucura para aprender a dançar tango
  9. Eu adoro escrever – já participei de concursos de redação (e até ganhei!), escrevi 4 “livros” de poesia, escrevia crônicas nos meus fotologs e esse é meu 5º blog. Sim, sonho em escrever um livro.
  10. Sou apaixonada por doces! Mas não como açúcar refinado nem por decreto… vai entender!

2) 5 manias ou esquisitices

  1. Coçar a cabeça
  2. Eu meço todas as unhas milimetricamente para ficarem iguais e ninguém as lixa, a não ser euzinha!
  3. Não posso ver um espelho que eu paro em frente!
  4. Tiro várias fotos na frente do espelho só para saber quais ângulos e quais poses ficam melhor na hora de uma foto de verdade!
  5. Antes de lavar cada prato/panela eu uso papel toalha para tirar o excesso de gordura

3) 5 coisas que você mais adora

  1. Ficar com a minha família (Manu, Matheus e o Michael Jackson)
  2. Escrever aqui no blog
  3. Fazes os testes do Facebook
  4. Pilates com a Joyce Rodrigues
  5. Praia

4) 5 coisas que me irritam

  1. Pessoas hipócritas
  2. Mulheres Sandy
  3. Dormir pouco ou dormir mal
  4. A má administração desse País
  5. Sapato que aperta os dedos

5) 5 Coisas que ninguém sabe sobre você – não sabia né, pq vão ficar sabendo agora..

  1. Eu vendi parte das minhas jóias para pagar dívidas (tipo assim, dívidas bem fúteis!)
  2. Apesar de toda Lolythagem (dos 15 aos 25 anos), eu chegava em casa e chorava – por conta da solidão, sordidez –  até desmaiar de cansaço.
  3. Eu sempre sonhei em ser “aquela mulher” na vida de um homem…
  4. Eu tenho a mania idiota de ficar inventando coreografias na frente do espelho para as músicas que eu gosto.
  5. Definitivamente: eu não me arrependo de absolutamente nada do que fiz até hoje – tudo me levou onde estou!

Meu maior sonho:

Eu vivo ele hoje… só queria mesmo ter $ para não trabalhar e cuidar ainda mais da minha família!

Meu maior medo:

ter câncer logo e deixar minha filha e meu marido

Coisas mais importantes da minha vida:

Minha familia, claro
Aqueles poucos e excelentes amigos
Ter saúde
Ser feliz
E ter $ – não sou hipócrita

Eu não tenho muito contato com blogueiras, mas quem resolver fazer porque viu aqui, por favor, avisem nos comments para eu poder conhecer vocês também, tá?

Beijos.

Então (já) é Natal…

Não adianta evitar o bendito clichê “o tempo passou voando”, pois foi exatamente isso que aconteceu: 2010 mal chegou e já foi embora!

Passamos o Carnaval, Páscoa e todos demais feriados, todos os demais dias, sempre preocupados com o que fazer, como ganhar mais $, como fazer aquela viagem, quantos quilos perder; se estamos sendo boas namoradas, boas mães, boas amigas…

O que sempre me irritou no Natal é a hipocrisia de algumas pessoas que querem ser boas, melhores, apenas nessa época. Como se nos outros meses não houvesse problemas. Quando percebi isso, decidi fechar a cara para a data festiva!

Até redescobrir todo o encanto único, ímpar e excluviso desses dias…

É a decoração festiva, são as luzinhas piscando em suas diversas cores, é o cheiro (sim, Natal tem seu próprio aroma), são as crianças agitadas ainda acreditando em Papai Noel (e existe coisa mais fofa que a inocência infantil?)… todo esse clima realmente dá inspiração!

Inspiração para acreditarmos, para desejarmos, para vermos algumas de nossas dúvidas cotidianas serem respondidadas e assistir outras tantas surgirem.

E por melhor que seja a parte da troca de presentes, festas, reuniões e tudo o mais, é preciso se concentrar na mensagem. Na minha opinião, não da que a do Salvador do mundo nasceu e blábláblá, mas baseada nesse clima gostoso, amistoso, que é capaz de trazer um sorriso ao rosto sem motivo algum, que faz a gente ajudar alguém que nem conhecemos só  “porque é Natal”.

Esse é o pensamento que deve permear não só o final de ano, mas o começo e o meio dele. Não para que o mundo seja um lugar melhor, mas para que sejamos melhores, para que sejamos mais felizes, mais leves, mais alegres. Para que os dias de tempestade não nos quebrem, apenas molhem um ‘cadinho’…

É isso que o Natal é para mim: um mar de sorrisos, de abraços; uma enorme oportunidade de expressar o amor em todas suas formas! Porque, até então, é a melhor época que temos para falar tudo que sentimos e sermos ouvidos – sim as pessoas são mais receptivas também!

E você, o que precisa falar? Falar com o coração, sem medo, sem ressentimento? Diga tudo, sem pensar, apenas sinta!

FELIZ NATAL!