As coisas pelas quais as mulheres passam – I

Entre tantas coisas que nós passamos, na minha singela opinião, o ginecologista – e seus anexos –  ainda é a mais pentelha. Especialmente quando seu namorado/amante/marido implica com o fato de você ir a  UM ginecologista, ao invés de UMA ginecologista.

Por isso, esse é um post dedicado aos homens… a foto por si só deveria explicar muita coisa, mas vamos ao que interessa:

* Vocês nem imaginam quão constrangedor é abrir as pernas em cima de duas hastes, parecendo um frango assado,  e saber que alguém vai ficar encarando nossa xoxota. Eu DUVIDO que sua namorada/amante/esposa sinta-se à vontade quando você resolve explorar a região dessa maneira! Dá para imaginar quão embaraçoso é ser olhada assim, por homem ou mulher? Por isso as mulheres escolhem o médico no qual CONFIAM!

* O ginecologista não está lá para admirar xoxotas, por mais lindinhas e depiladinhas que sejam, por mais gostosa que uma mulher seja. Até porque ele pode se deparar com isso… ou com isso. O médico está lá para descobrir doenças, mesmo!

* Tampouco ele está a fim de apalpar os seios da sua namorada/amante/esposa. Ele procura por nódulos que apontem para o câncer de mama. Já pensou uma namorada/amante/esposa monoteta? É, certeza que você, que já tem esse preconceito, não curtiria muito. Melhor prevenir do que remediar!

* “Ah, mas ele vai enfiar o dedo em você!”. Homens, de longe esse é o momento mais sossegado para nós. Pois diante de tantas coisas que eles enfiam – espéculo, bico de pato, câmera de ultrassom transvaginal, o dedo é algo que – umas mais, outras menos – estamos acostumadas a lidar. E no fim, o que deveria contar é nosso bem estar… certo?

* Ele indica o melhor método contraceptivo para cada mulher. A não ser que você queira ganhar o troféu de “Pai do ano”, eu não preciso dizer mais nada.

* Ele é quem vai recomendar a pílula certa para amenizar a TPM da sua namorada/amante/esposa. E sendo homem, e entendendo você, ele vai se solidarizar e exterminar a maldita. Bom né?

Deu para entender? O médico sabe o que faz…

Contudo, é preciso deixar claro, também, que existem médicos e médicos – cansamos de ler sobre isso. Mas informem-se: é possível e direito da paciente ter alguém a acompanhando. Então quando você clama que se preocupa com a segurança dela, deixa esse machismo escroto de lado e vá com ela. Só não vale mesmo é encher o saco de mulher nenhuma!

Anúncios