O que eu também não entendo!

A não ser por Meme’s, não tenho o costume de escrever textos de outras pessoas, mas pela sugestão da Deinham no Twitter achei o post de hoje. Vai ao encontro do que estou sentindo nesse exato momento…

“O amor não traça o seu destino. O nome disso é GPS. O amor é outra coisa.

O amor não faz o coração bater mais rápido. O nome disso é arritmia. O amor é outra coisa.

O amor não te deixa à mercê da vontade alheia. O nome disso é Boa Noite Cinderela. O amor é outra coisa.

O amor não te deixa temporariamente cego. O nome disso é spray de pimenta. O amor é outra coisa.

O amor não te deixa saltitante. O nome disso é Pogobol. O amor é outra coisa.

O amor não te deixa quente e te leva pra cama. O nome disso é dengue. O amor é outra coisa.

O amor não te faz acreditar em falsas promessas. O nome disso é campanha eleitoral. O amor é outra coisa.

O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez. O amor é outra coisa.

O amor não faz você sentir-se especial. O nome disso é deficiência física. O amor é outra coisa.

O amor não te enche de esperanças e perspectivas de sucesso. O nome disso é livro de auto-ajuda. O amor é outra coisa.

O amor não faz você se sentir frágil e sensível. O nome disso é tensão pré-menstrual. O amor é outra coisa.

O amor não abre a cabeça das pessoas. O nome disso é traumatismo craniano. O amor é outra coisa.

O amor não te faz pular de alegria e esquecer os problemas. O nome disso é carnaval. O amor é outra coisa.

O amor não tira suas defesas. O nome disso é HIV. O amor é outra coisa.

O amor não é compartilhar absolutamente tudo com o outro. O nome disso é comunismo. O amor é outra coisa.

O amor não te faz esquecer de tudo. O nome disso é amnésia. Amor é outra coisa.

O amor não te deixa com falta de ar e um aperto no peito. O nome disso é asma. O amor é outra coisa.

O amor não te faz perder a articulação das palavras de repente. O nome disso é AVC. O amor é outra coisa.”

 

 

Roubei o texto desse blog aqui. E junto com a música do Jota Quest, algumas coisas pareceram fazer mais sentido, enquanto outras… ficaram fora do contexto geral, um pouco ridículas até…

Anúncios

7 comentários sobre “O que eu também não entendo!

  1. Oii Michele…
    A algum tempo eu venho acompanhando o seu blog, gosto muito do jeito que vc escreve e do seu ponto de vista peculiar em relação a vida…

    Chorei de dar risada com esse texto, é bem verdade tudo isso… o amor é uma coisa muito simples que se sente simplemente… Mas as pessoas gostam de colocar sentimentos em algo tão simples, e quando não sentimos tudo isso pensamos “puxa, acho que eu sou muito fria e não sei amar ninguém” e a verdade é: Amor que é Amor, é algo completamente simples, que não nos leva pra outras dimenssões e nem nos faz sentir coisas estranhas…

    Bjsss
    E sucesso! [=

  2. Eeeeeeeeee… obrigada Deborah!!!
    É… as pessoas tem a mania de contextualizar tudo, de dar uma dimensão maior… como se fosse filmes hollywoodianos e quem sofre “as consequências”, de vez em qdo, somos nós! Que ficamos comparando, analisando… cruzes!
    Amar é simples, é fácil, é livre… o problema sempre são “os outros”!
    beijocas

  3. Oi Michelle!
    Como você pediu pelo comentário,cá estou contactando via comentário!rs
    Gostaria de saber quais informações vai usar…Fiquei meio sem entender!rs
    Me explica?

    Att,
    Luiza Torres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s